Bibliografia

Aqui você encontra uma bibliografia extensa sobre os maracatus. Algumas obras fazem rápidas menções, outras são teses ou dissertações. Mas achamos importante mostrar a diversidade com que os maracatus foram tratados:


BIBLIOGRAFIA




ALBUQUERQUE, Aline Valentim. As nações de maracatu de Recife e o maracatu do Rio. Algumas reflexões sobre tradição, ressignificação e mediação cultural. Rio de Janeiro: UERJ, dissertação de mestrado em Ciências Sociais, 2005.
ALMEIDA, Renato. História da música brasileira. Rio de Janeiro: F. Briguiet $ Comp, 1942.
ALMEIDA, Renato. Vivência e projeção do folclore. Rio de Janeiro: Livraria Agir, 1971.
ALVARENGA, Oneyda. Maracatu in: Música Popular Brasileira, Porto Alegre, Globo, 1950.
AMORIM, Fausto Tenório. O homem do maracatu. in: Anuário do Carnaval Pernambucano. Recife, Federação Carnavalesca Pernambucana, 1938.
AMORIM, Maria Alice e Benjamim, Roberto Emerson Camara. Carnaval: Cortejos e Improvisos. Recife: Fundação de Cultura da cidade do Recife, 2002. 124p.:il. (Coleção Malungo; v. 5)
ANDRADE, Ana Isabel. . Estudo da Audição dos Hábitos Auditivos e Queixas Correlatas em Músicos De Frevo e de Maracatu, 2000. 76p. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) – Programa de Pós Graduação em Fonoaudiologia, Faculdades de Ciências Humanas e da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000
ANDRADE, Mário de. A calunga dos maracatus in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (Orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife, Massangana / Fundaj, 1991, pp. 261 – 269.
ANDRADE, Mário de. Danças dramáticas do Brasil. Belo Horizonte / Brasília, Ed. Itatiaia / INL / Fundação Nacional Pró-memória, 1982.
ANDRADE, Moises; CLAUDIO, José. Um testemunho do xangô pernambucano. Recife: FUNDARPE, 1983.
ARAÚJO, Alceu Maynard. Folclore nacional – festas, bailados, mitos e lendas. São Paulo: Edições Melhoramentos, vol. III, 1967, 2ª edição.
ARAÚJO, Alceu Maynard. Folclore Nacional. Danças, Recreação, Música. Vol. II. São Paulo: Melhoramentos, 1967, 2ª edição.
ARAÚJO, Humberto. Maracatu Leão Coroado. Recife: Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1989. 109 p.
ARAÚJO, Rita de Cássia Barbosa de. Festas públicas e carnavais - o negro e a cultura popular em Pernambuco. In: ALMEIDA, Luiz Sávio de; CABRAL, Otávio e ARAÚJO, Zezito. (org.) O negro e a construção no carnaval no nordeste. Maceió. Edufal, 1996(b), pp. 31 - 61.
ARAÚJO, Rita de Cássia; BENJAMIN, Roberto. Katarina Real e outros carnavais. Recife: FUNDAJ, 2007.
ASSIS, Maria Elizabeth. Cruzeiro do Forte: a brincadeira e o jogo de identidade em um maracatu rural, 1996. 161 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1996.
BARBOSA, Maria Cristina. A nação Maracatu Estrela Brilhante de Campo Grande. 2001. 50 f. Monografia (Especialização em Etnomusicologia) - Departamento de Música, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2001.
BARBOSA, Maria Cristina. A nação maracatu Estrela Brilhante de Campo Grande. Recife: Monografia de conclusão do curso de especialização em etno-musicologia, UFPE, 2001.
BARBOSA, Maria Vicencia Correia Bandeira. Danças Folclóricas, 1986. 33p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Artes Cênicas), Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, 1986.
BARBOSA, Severino. Festa de negros. Diário de Pernambuco, 17/09/1967.
BARBOSA, Virgínia. A continuidade das mudanças musicais construindo re-conhecimento. A experiência do Maracatu Nação Estrela Brilhante (Recife). Rio de Janeiro: Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ, 2005.
BARBOSA, Virginia. A reconstrução musical e sócio-religiosa do maracatu nação Estrela Brilhante (Recife): Casa Amarela / Alto José do Pinho (1993 – 2001), Recife, Monografia de conclusão do de especialização em Etnomusicologia, UFPE, 2001.
BASTIDE, Roger. Imagens do Nordeste místico em branco e preto. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1945.
BASTIDE, Roger. O carnaval de Recife. Revista do Brasil, abril de 1944.
BASTOS, Daniela. Maracatu Leão Coroado – 140 anos. 2005. 80 f. Monografia (Especialização em Etnomusicologia) - Departamento de Música, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
BENJAMIN, Roberto Câmara. Folguedos e danças de Pernambuco. Recife: Secretaria de Educação e Cultura, 1989, 2ª edição.
BENJAMIN, Roberto. A nação Porto Rico foi embora. Jornal do Comércio, 25/02/1979, p. 04.
BENJAMIN, Roberto. Dona Santa e Luiz de França: gente dos maracatus in: SILVA, Vagner Gonçalves da. Memória Afro-Brasileira. Artes do Corpo. São Paulo, Selo Negro, 2004, pp. 54 - 76.
BENJAMIN, Roberto. Maracatus rurais de Pernambuco. In: FILHO, Américo Pellegrini (org). Antologia de folclore brasileiro, São Paulo, Edart, 1982, pp. 199 - 212.
BENJAMIN, Roberto. Maracatus, Cambindas, Pretinhas do Congo: herança negra diversificada no carnaval do interior. CEPE, Suplemento Cultural, Recife, p. 7-9, fev. 2001.

BORBA, Alfredo. Brincantes. Recife: Fundação de Cultura da Cidade do Recife, 2000. 134 p. (Coleção Malungo, v.3).
BRANDÃO, Theo. Folguedos natalinos. Maceió: Depto de assuntos culturais / Conselho Federal de Cultura, 1973.
BRANDÃO, Theo. Origens do maracatu. Diário de Pernambuco, 07/03/1957.
CARVALHO, Ernesto Ignácio de. Diálogo de negros, monólogo de brancos: transformações e apropriações musicais no maracatu de baque virado. Recife: Dissertação de mestrado em Antropologia, UFPE, 2007. 
CARVALHO, Rodrigues. Cancioneiro do Norte. Parahyba do Norte, Typ. da Livraria São Paulo, 1928, 2ª ed. aumentada.
CONRADO ,Margarete de Souza. Maracatu-Nação:Códigos Barrocos no Corpo que Dança. 2009. 105p. Dissertação (Mestrado em Dança) Programa de Pós Graduação em Dança, Escola de Dança da UFBA, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.
COSTA, F. A. Pereira da. Folk – lore pernambucano. Subsídios para a história da poesia popular em Pernambuco. Recife, Arquivo Público Estadual, 1974 [1908].
CRUZ, Danielle Maia. Sentidos e Significados da Negritude no Maracatu-Nação Iracema.2008. Dissertação. (Mestrado em Sociologia) – Programa de Pós Graduação em Sociologia, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2008.
CRUZ, Raimundo Lázaro. Maracatu-Nação, Uma Corte Sagrada Afro-Brasileira: um estudo sobre a transição religiosa na trajetória da figura do rei do Congo, em Pernambuco. 2009. 80p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) Programa de Pós Graduação em Ciências da Religião. Centro de Teologia e Ciências Humanas, Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2009.
CUNHA, Maximiliano Wanderley Carneiro da Cunha. O Som dos Tambores Silenciosos: Performance a Diáspora Africana nos Maracatus Nação de Pernambuco. 2009. Tese (Doutrorado em Antropologia) Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco.Recife, 2009.
CUNHA, Ovídio. Ursos e Maracatus. Contraponto, Recife, ano II, n. 07, março de 1947.
DORNELLAS, Déborah C. Duarte de Oliveira. O maracatu e seus lugares - Cultura, socialidade e configurações midiáticas do Maracatu Nação (ano 90 - 2001), 2001. 176f. Dissertação. (Mestrado em História) – Programa de Pós Graduação em História, Instituto de ciências Humanas, Universidade de Brasília, Brasília, 2001.
ESTEVES, Leonardo Leal. O “Contemplar” e o “Interagir”: relações entre os turistas e os integrantes do Maracatu Estrela Brilhante (Recife-PE), 2006. 69 f. Monografia (Bacharel em Turismo) – Núcleo de Hotelaria e Turismo, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, 2006.
ESTEVES, Leonardo Leal. Viradas e marcações: a participação de pessoas de classe média nos grupos de maracatu de baque-virado do Recife – PE. Recife: Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFPE, 2008.
FERREIRA, Ascenso. O maracatu in: É de tororó. Rio de Janeiro, Livraria Editora Casa do Estudante do Brasil, 1951.
FERREIRA, Ascenso. O maracatu in: MAIOR, Mário Souto e VALENTE, Waldemar. (org.) Antologia Pernambucana de folclore. Recife. Ed. Massangana, 1991, pp. 49 – 64.
FERREIRA, Ascenso. O maracatu in: Revista Arquivos, Recife, Diretoria de Estatística, Propaganda e Turismo da Prefeitura da Cidade do Recife, nº s 01 e 02, novembro de 1942, pp. 151 – 163.
FERREIRA, Ascenso. O maracatu, presépios e pastoris - o bumba meu boi: ensaios folclóricos. Apresentação e notas de Roberto Benjamim, Recife, Depto. de cultura da Pref. da cidade do Recife, 1986.
FREIRE, Antônio. Velhos e novos maracatus do Recife.  A Província, 10/02/1929, p. 03
FREIRE, Teotônio. Carnaval do Recife in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (Orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife, Massangana / Fundaj, 1991, pp. 357 - 360. 
FREITAS, Newton. Maracatu – motivos típicos y carnavalescos Buenos Aires: Editorial Pigmalión, 1943.
GRIZ, Jaime. Gentes, coisas e cantos do Nordeste. Recife, Arquivo Público Estadual, 1954.
GRIZ, Jaime. Negros. Recife, Arquivo Público/Imprensa Oficial, 1965.
GUILLEN, Isabel Cristina Martins org.) Traduções e tradições: a cultura imaterial em Pernambuco. Recife, Ed. UFPE, 2008.
GUILLEN, Isabel Cristina Martins. Guerra Peixe e os Maractus no Recife: trânsitos entre gêneros musicais (1930–1950).2007. 18p. In: ArtCultura, Uberlândia, v. 9, n. 14, p. 235-251, jan.-jun. 2007
GUILLEN, Isabel Cristina Martins. Xangôs e Maracatus: Uma Relação Historicamente Construída, 2005.14f. In: Ciências Humanas em Revista - São Luís, V. 3, n.2, dezembro 2005. HORA, Abelardo da. Danças brasileiras populares de carnaval. Recife: Funcultura, [200-?].
GUILLEN, Isabel. Maracatus-nação entre os modernistas e a tradição: discutindo mediações culturais no Recife dos anos 1930 e 1940. Recife, Clio, 2003, pp. 107 – 135.
GUILLEN, Isabel. Rainhas coroadas: história e ritual nos maracatus-nação do Recife. In: Cadernos de Estudos Sociais. Recife: Massangana / Fundaj, vol 20, nº 1, jan – jun. 2004, pp. 39 – 52. 
KIDDY, Elizabeth W. Quem é o rei do Congo? Um novo olhar sobre os reis africanos e afro-brasileiros no Brasil. In: HEYWOOD, Linda M (org). Diáspora negra no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008, pp. 165 – 191.
KOSLINSKI, Anna Beatriz Zanine. 'A Minha Nação é Nagô a Vocês Eu vou Apresentar: Mito Simbolismo e Identidade na Nação do Maracatu Porto Rico. 2011, 150p. Dissertação (Mestrado em Antropologia) Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2011
KOSLINSKI, Anna Beatriz Zanine. Nação do Maracatu Porto Rico: m estudo do carnaval como drama social, 2010. 6 f. In: Anais do Encontro Nacional de Antropologia e Performance, Núcleo de Antropologia Performance e Drama, Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2010.
KOSLINSKI, Anna Beatriz Zanine. Nas Fronteiras entre Mito e História: O caso da Nação do Maracatu Porto Rico, 2010.15 p. In: X Encontro Nacional de História Oral - Testemunhos: História e Política, 2010, Recife. Anais Eletrônico do X Encontro Nacional de História Oral - Testemunhos: História e Política, 2010
KOSLINSKI, Anna Beatriz Zanine. Os Maracatus- Nação Pernambucanos no Contexto da Globalização,2010.10 p. In: III Simpósio Internacional de Cultura e Comunicação na América Latina: Integrar para além do mercado, 2010, São Paulo. Revista Extraprensa USP (nº 1519-6895) edição especial 1E. São Paulo : Editora CELACC, 2010. v. 1. p. 36-46
KUBRUSLY, Clarisse Quintanilha. A experiência etnográfica de Katarina Real (1927-2006): colecionando maracatus em Recife. Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ, 2007.
LARA, Larissa Michelle. O sentido ético-estético do corpo na cultura popular, 2004. 220p. Tese. (Doutorado em Educação) – Programa de Pós- Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2004.
LARA, Larissa Michelle. O sentido ético-estético do corpo na cultura popular. Campinas: tese de doutorado em educação, UNICAMP, 2004.
LIGÓRIO, Afonso. Uma nação africana desapareceu no Recife. Diário de Pernambuco, 28/02/1965.
LIMA, Ivaldo Maciano de França. Maracatus-nação: resignificando velhas histórias. Recife: Bagaço, 2005. 152 p., il.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Coroações dos reis do Congo aos Maracatus-nação: um caminho linear? Trabalho apresentado no I Encontro Estadual de História da ANPUH-AL, Maceió: 2005.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Cultura negra no Recife: maracatus e afoxés. Recife: Bagaço, 2009.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Entre Pernambuco e a África. História dos maracatus-nação do Recife e a espetacularização da cultura popular (1960 - 2000), 2010. 420f. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Área de História, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Luiz de França, Maria Madalena e Elda – entre a tradição e a inovação: as disputas dos maracatuzeiros por espaços na sociedade recifense nos anos 1980. Afro-Ásia, nº 36, vol II, 2007, pp. 229 – 262.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Maracatu nação Cambinda Estrela. Folclore, Recife, Fundação Joaquim Nabuco, n. 298, p. 01-06, 2003.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Maracatus e maracatuzeiros: desconstruindo certezas, batendo afayas e fazendo histórias. Recife, 1930-1945. Recife: Edições Bagaço, 2008.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Maracatus em moda: de coisas de negros xangozeiros para símbolo da identidade pernambucana. Anais eletrônicos do XXIII Simpósio Nacional da ANPUH, Londrina, julho de 2005(b).
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Os maracatus do Recife, as disputas e influências entre o fazer e o refazer dos toques: os casos do Cambinda Estrela, Porto Rico e Estrela Brilhante. Anais eletrônicos do II Encontro Nacional da ABET, Salvador, novembro de 2004(a).
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Práticas e representações em choque: o lugar social dos maracatus na cidade do Recife, nos anos de 1890 a 1930. Clio, série histórica, nº 22, 2003, pp. 85 - 106.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Repensando a “pureza” e a “autenticidade” africana nos Xangôs e Maracatus: a presença da Jurema enquanto prática religiosa entre os maracatuzeiros. Anais eletrônicos do Simpósio nacional do CEHILA, 2004(b).
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Tempo e instituições, lógicas não-ocidentais em alguns maracatus-nação: da África ao Brasil, a homogeneização das diversidades. In: Saeculum, João Pessoa, UFPB, nº 11, ago - dez, 2004.
LIMA, Ivaldo Marciano de França. Toadas de maracatu e músicas de afoxés: ressignificação de valores, sentidos e tradições na cultura afro-descendente pernambucana. A Cor das Letras (UEFS), 2007, pp. 153 - 170.
LIMA, Ivaldo Marciano de França.Identidade Negra no Recife: Maracatus e Afoxés. Recife:Bagaço, 2009. 211 p.
LIMA, Ivaldo Marciano de França; GUILLEN, Isabel Cristina Martins. Cultura Afro-descendente no Recife: maracatus, valentes e catimbós. Recife: Bagaço, 2007. 250 p.
LIMA, Rossini Tavares de. Folguedos populares do Brasil. São Paulo, Ricordi, 1962.
LODY, Raul in: Coleção culto afro brasileiro – um testemunho do xangô pernambucano. Recife, Museu do Estado de Pernambuco, 1983.
LODY, Raul; SILVA, Maria Regina Martins Batista e. Coleção Maracatu Elefante e de objeto afro-brasileiros: Museu do Homem do Nordeste. Rio de Janeiro: FUNARTE / Instituto Nacional do Folclore; Recife: FUNDAJ, 1987. 163p., il.
MACCORD, Marcelo. O Rosário de D. Antônio – irmandades negras, alianças e conflitos na história social do Recife. 1848 – 1872. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2005.
MACIEL, Jarbas.  Maracatu ritmo negro. Jornal do Commercio, 26/02/1961.
MACIEL. Karla Theonila Vidal Maciel. Formação e Configuração Organizacional dos Grupos de Maracatu em Pernambuco. 2003. 140p. Dissertação (Mestrado em Administração) Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2003.
MAGALHÃES, Basílio. A origem do maracatu. Cultura política. Rio de Janeiro, ano IV, nº 45, outubro de 1944.
MAIA, Clarissa Nunes. Sambas, batuques, vozerias e farsas públicas. O controle social sobre os escravos em Pernambuco no século XIX. (1850 - 1888). São Paulo: Annablume, 2008.
MAIOR, Mário Souto. Maracatus, negros, engenhos. Brasil Açucareiro, Rio de Janeiro, ano XL, vol. LXXX, nº 02, agosto de 1969, pp. 04 - 11.
MAIOR, Mário Souto; DANTAS, Leonardo (Org.). Antologia do carnaval do Recife. Estudo introdutório de Leonardo Dantas Silva. Recife: Massangana, 1991. 406 p.
MAIOR, Mário Souto; SILVA, Leonardo Dantas. Antologia do carnaval do Recife. Recife: Fundação Joaquim Nabuco/ Editora Massangana, 1991.
MALHEIROS, Artur. Maracatu autêntico. Diário da Noite, Recife, 13/02/1976.
MARTINS, Antônio Cézar Fraga. O Maracatu Nação como uma explosão audiovisual. 2002, 67 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Programação Visual) - Departamento de Desenho Industrial e Projeto de Produto, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
MELO, Apolônio Gonçalves de. Recordações dos carnavais de 1904 a 1965 in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (Orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife, Massangana / Fundaj, 1991, pp. 15 - 24.
MENEZES, Lia. As Yalorixás do Recife. Recife: Funcultura, 2005. 146 p.
NASCIMENTO, Daniela Maria Vieira do. Sob o signo da ruptura! Autenticidade cultural ou encenada? A percepção dos turistas ante as apresentações de maracatu, 2007. 105 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Turismo), Núcleo de Hotelaria e Turismo, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, 2007.
O HOMEM do Nordeste. Recife: Editora Massangana, 1982. 74 p., il.
OLIVEIRA Marco Antônio Carreço de. Reflexões sobre o maracatu nação e o seu desembarque na ilha de Santa Catarina.  Florianópolis: UESC, monografia de licenciatura em Música, 2006.
OLIVEIRA, Jailma Maria. Rainhas, mestres e tambores: gênero, corpo e artefatos no maracatu nação de Pernambuco. Recife, dissertação de mestrado em Antropologia na UFPE, 2011
OLIVEIRA, Jailson Leonardo de. A Afro Religiosidade no Alto José do Pinho e sua relação com a identidade local. 2005. 97 f. Monografia (Especialização em Ensino de História das Artes e das Religiões) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2005.
OLIVEIRA, Marco Antonio Carreço de. Reflexões Sobre o Maracatu Nação e o Seu Desembarque na Ilha de Santa Catarina. 2006. 105f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Música). Departamento de Música, Centro de Artes, Universidade Federal de Santa Catarina.
OLIVEIRA, Valdemar de. Os indecifráveis Tuchaus. Contraponto, Recife, ano II, n. 07, março de 1947.
OLIVEIRA, Valdemar de. Outro bailado típico de Goiana: a aruenda, Contraponto, Recife, ano 4, nº 11, dezembro, 1949, páginas não numeradas.
PEIXE, César Guerra. A influência africana na música do Brasil. In: MOTTA, Roberto (org.) Os afro-brasileiros. Anais do III Congresso Afro-Brasileiro. Recife: Massangana, 1985, pp. 89-104.
PEIXE, GUERRA. Estudos de folclore e música popular urbana. (Organização, introdução e notas por Samuel Araújo). Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007.
PEIXE, Guerra. Maracatus do Recife. Recife, Prefeitura da Cidade do Recife/ Irmãos Vitale, 1980, 2ªedição. [1955].
PEIXE, Guerra. Origem político religiosa do maracatu. Notícias de Hoje, São Paulo, 20/10/1957.
PEQUENO, Michele. Cultura suburbana de Peixinhos: entre o popular e o pós-moderno. Recife, 2005.
PESSOA, Verônica Araujo Dorta. As muitas faces do maracatu: transformações e assimilações de um folguedo popular no Brasil dos anos 90. São Paulo: Dissertação de mestrado apresentada na área de comunicação na ECA-USP, 2006.
QUEIROZ, Marta Rosa Figueira. Religiões afro-brasileiras no Recife: Intelectuais, policiais e repressão. Recife: UFPE - dissertação de mestrado em História, 1999.
QUEIROZ, Martha Rosa Figueira. Onde cultura é política: movimento negro, afoxés e maracatus no carnaval do Recife (1979-1995). Brasília, tese de doutorado em História pela UNB,2010.
RAMOS, Arthur. As culturas negras no novo mundo. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1979, 4ª edição.
RAMOS, Arthur. O folk-lore negro do Brasil – demopsychologia e psycanálise. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1935.
RAMOS, Arthur. O negro Brasileiro. Recife: Fundaj / Massangana, 1988 [1934].
REAL, Katarina. Eudes, o rei do maracatu. Recife: FUNDAJ/ Ed. Massangana, 2001.
REAL, Katarina. O folclore no carnaval do Recife. Recife, Fundação Joaquim Nabuco - Ed. Massangana, 1990, 2ª ed. [1966].
ROCHA, Eder. Zabumba moderno. Recife: Secretaria de Educação e Cultura, 2005. v. 1. 73 p., il.
RODRIGUES, Nina. A raça negra na América Portuguesa – sobrevivências totêmicas: festas populares e “folk-lore”. Revista do Brasil, n º 79, julho de 1922, pp. 200 – 220.
RODRIGUES, Nina. A raça negra na América Portuguesa – sobrevivências totêmicas: festas populares e “folk-lore”. Revista do Brasil, n º 80, agosto de 1922, pp. 344 – 318.
RODRIGUES, Nina. O animismo fetichista dos negros baianos. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1935.  
RODRIGUES, Nina. Os africanos no Brasil. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1932.
SANDRONI, Carlos. O Destino de Joventina. 2007. 5p. In: Música e Cultura: Revista Online de Etnomusicologia, nº 2, 2007. Associação Brasileira de Etnomusicologia.
SANTANA, Paola Verri de. Maracatu: a centralidade da periferia. São Paulo: Tese de doutorado em Geografia pela USP, 2006.
SANTOS, Climério de Oliveira; RESENDE, Tarcísio Soares. Batuque book maracatu: baque virado e baque solto. Recife, 2005.  154 p., il. (Coleção Batuque Book - Pernambuco, v.1).
SETTE, Mário. Arruar: História Pitoresca do Recife Antigo. 2 ed. Rio de Janeiro: Livraria Editora da Casa do Estudante do Brasil, [1950?]. 368 p.
SETTE, Mário. Maxambombas e maracatus. Recife, Livraria Universal, 1981 [1938], 4ª edição aumentada.
SILVA, Ana Cláudia Rodrigues. Vamos Maracatucá: um estudo sobre os maracatus cearenses. 2004. 162p. Dissertação (Mestrado em Antropologia) Programa de Pós Graduação em Antropologia, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco.Recife, 2004.
SILVA, Cristiane Maria. Nação Erê: O maracatu de baque virado no processo de arte educação. 2003. 62 f. Monografia (Especialização em Etnomusicologia) - Departamento de Música, Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
SILVA, Herom Vargas. Chico Science e Nação Zumbi: um estudo sobre os hibridismos e as relações entre música popular, mídia e cultura. 2003. 225p. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2003.
SILVA, Leonardo Dantas da. A calunga de Angola nos maracatus do Recife. In: SILVA, Leonardo Dantas da. Estudos sobre a escravidão negra, Recife: Ed. Massangana, 1988, vol. 2, pp. 13-53.
SILVA, Leonardo Dantas da. Carnaval do Recife. Recife: Prefeitura da Cidade do Recife/ Fundação de Cultura da Cidade do Recife, 2000.
SILVA, Leonardo Dantas. “Maracatu: presença da África em nosso carnaval”. CEPE, Suplemento Cultural, Recife, ano 3, n. 18, jan. 1988.
SILVA, Leonardo Dantas. A corte dos reis do congo e os maracatus do Recife. Notícia bibliográfica e histórica. Campinas, PUC, nº 184, 2002, pp. 43 – 64.
SILVA, Leonardo Dantas. A instituição do Rei do congo e sua presença nos maracatus. In: SILVA, Leonardo Dantas (org). Estudos sobre a escravidão negra, Recife: FUNDAJ / Ed. Massangana, 1988.
SILVA, Leonardo Dantas. Elementos para a História Social do Carnaval do Recife. In: MAIOR, Mário Souto; SILVA, Leonardo Dantas. Antologia do carnaval do Recife. Recife: Fundação Joaquim Nabuco/ Editora Massangana, 1991, pp. LXXXII – LXXXIII. 
SILVA, Maria Regina M. Batista da. Dona Santa: rainha do Elefante. Revista Folclore, Recife: Centro de Estudos Folclóricos, Departamento de Antropologia, Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais. [s.d.].
SILVA, Oswaldo Pereira da. Pina: povo, cultura, memória. Olinda: Centro de Cultura Professor Luiz Freire, 1990. 72 p.
SILVA, Vagner Gonçalves da(org). Artes do Corpo. São Paulo: Selo Negro Edições,2004. 252 pp
SILVA, Vagner Gonçalves da(org). Caminho das Almas (Coleção Memória Afro-brasileira)vol 1. São Paulo: Selo Negro Edições, 2002. 267pp.
SOARES, Karina de Melo (Org.). Espetáculos populares de Pernambuco. Recife: CEPE, 1998. 209 p., il.
SOUTO MAIOR, Mário. Maracatu: a presença africana no carnaval do Recife. Recife: FUNDAJ, 1993.
SOUTO MAIOR, Mário. Painel folclórico do nordeste. Recife: Universitária, 1981. 142 p.
SOUTO MAIOR, Mário; SILVA, Leonardo Dantas (Org.). Antologia do carnaval do Recife: estudo introdutório de Leonardo Dantas Silva. Recife: Massangana, 1991. 406 p.
SOUZA, Kelma F. Beltrão. O consumo do espetáculo: reflexões iniciais sobre parafolclóricos de maracatu-nação ou de baque-virado,2006. 8p. In: UNIrevista - Vol. 1, n° 3 (julho 2006) ISSN 1809-4651, São Leopolodo,2006.
SOUZA, Luciano Borges. Maracatu Leão Coroado: Semelhanças na Práxis Educativa e do Guardião da Tradição e a Relação Avuncular de Parentesco Africana.2010.4p In:Anais do Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade Senac. Recife, 2010.
SOUZA, Luciano Borges. Sobre a relação da sucessão do guardião do Maracatu Leão Coroado e a idéia de dádiva defendida por Marcel Mauss.2010.6p In:Anais do Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade Senac. Recife, 2010.
SOUZA, Marina de Mello e. Reis negros no Brasil escravista – História da festa de coroação de rei de Congo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.
SOUZA, Tárik de et al. Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Arte Bureau Representações e Edições de Arte, 1988. 304 p., il.
SOUZA, Wilton de. Frevo e Maracatu. Diário Oficial, 1987, Recife, ano 2, n. 7, 27 fev.1987. Suplemento Cultural: Coletânea.
TAVARES, Odorico. Maracatu. O Cruzeiro, Rio de Janeiro, 29/03/1947, pp. 56-61.
TRIGUEIRO, Osvaldo Meira e BENJAMIN, Roberto. Cambindas da Paraíba, Cadernos de Folclore nº 26, Rio de Janeiro, FUNARTE, 1978.
TSEZANAS, Júlia Pittier. O maracatu de baque virado:história e dinâmica cultural. São Paulo, Dissertação de Mestrado USP,2010.
VALENTE, Valdemar. Os indecifráveis Tuchaus. Contraponto, Recife, ano II, n. 07, março de 1947.
VALENTE, Waldemar. Aspectos espirituais da presença africana no folclore brasileiro. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 1986.
VALENTE, Waldemar. Folclore brasileiro: Pernambuco. Rio de Janeiro: Companhia de Defesa do Folclore Brasileiro, 1979. 94 p.
VALENTE, Waldemar. Pastoris do Recife antigo e outros ensaios. Recife, Recife 20 – 20 Comunicação e Editora, 1995.
VALENTIM, Aline. As Nações de Maracatu do Recife e o Maracatu do Rio: Algumas Reflexões sobre tradição, ressignificação e mediação cultural, 2005. 123 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Univesidade do Estado do Rio de Janeiro, 2005.
VAREJÃO, José Lucilo Ramos. Reis de Maracatu in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (Orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife, Massangana / Fundaj, 1991, pp. 215-223.
VIANA, Paulo. Carnaval de Pernambuco in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife: Massangana / Fundaj, 1991, pp. 311 – 313.
VIANA, Paulo. Carnaval de Pernambuco in: SILVA, Leonardo Dantas; MAIOR, Mário Souto. (Orgs.) Antologia do Carnaval do Recife. Recife, Massangana / Fundaj, 1991, pp. 311 - 313.
VIANA, Paulo. O maracatu nação do Elefante desaparecerá com sua rainha. Diário da Noite, Recife 07/01/1958 (a).
VIANA, Paulo. Os grandes e legítimos maracatus cedem lugar a grupos sofisticados. Diário da Noite, 13/01/1958 (b).
Waldemar Oliveira. “A recriação popular”, Boletim da Comissão Pernambucana de Folclore. Recife, ano II, Vol. 02, nº 01, (1966).
YOSHIHIRO, Arai. O Carnaval do Recife e a formação do folclore negro no Brasil. In: NAKAMAKI, Hirochica; FILHO, Américo Pellegrine. Possessão: Religiosidade Popular no Brasil. Ozaka: National Museum of Ethnology, 1994. p.115-138.